(15) 3527-1749 - fax: (15) 3527-1749
13 de Março de 2017

Vectormune ND: uma nova opção para o combate da Newcastle

Vacina vetorizada age por longo período no organismo das aves e confere proteção por até 72 semanas após aplicação

A Newcastle é uma doença que traz grandes preocupações para os plantéis avícolas. Com grande potencial epidémico e de rápida transmissão, a enfermidade pode causar grandes prejuízos econômicos para os produtores levando a perda de grandes quantidades de animais.

 

Sempre em busca de soluções inovadoras, a Ceva Saúde Animal, líder brasileira em vacinas aviárias, desenvolveu a Vectormune ND, uma vacina vetorizada que confere proteção contra as doenças de Newcastle e Marek.

O produto tem como vetor a cepa HVT do vírus de Marek e parte do gene da proteína F do vírus da enfermidade de Newcastle. Dessa forma, a vacina promove proteção contra a doença de Newcastle por meio do bloqueio da fusão do vírus com as células do hospedeiro, reduzindo a infecção e garantindo excelência em proteção.

Por ser vetorizada, a Vectormune ND proporciona mais segurança para os produtores. “Como não carrega o vírus vivo de Newcastle, a vacina, além de conferir prote??ão, não agride tecido respiratório, por este motivo não há reações pós-vacinais, explica o Gerente de Marketing da Ceva Unidade Aves, Marco Aurélio Lopes.

 

 

A Vectormune ND oferece robusta e prolongada proteção sem necessidade de reforço com vacinas vivas. “A vacina além de mostrar ser eficaz na proteção clínica das aves, ela minimiza a excreção e circulação de vírus vivos de campo no ambiente. Desta forma, reduz a pressão de infecção no aviário”, comenta o Gerente de Serviços Veterinários da Unidade de Aves da Ceva, Jorge Chacón.

A Vectormune ND é indicada para utilização em incubatórios de frangos de corte, sendo aplicada In-Ovo ou subcutânea no primeiro dia de idade. A vacina age por um longo prazo no organismo das aves. Estudos comprovam que a proteção pode durar até 72 semanas de idade.

 

O produto também oferece outras vantagens como, início de proteção precoce, sistema respiratório free e proteção e prevenção dos desafios da Newcastle, por meio da redução da excreção do vírus.

Fonte: Agrolink