(15) 3527-1749 - fax: (15) 3527-1749
3 de Março de 2017

Propaganda enganosa de alimentos é suspensa

Alimentos prometiam melhorias que não foram registradas na Anvisa. Groselha Negra em cápsulas de origem desconhecida também está proibida.

A Anvisa suspendeu qualquer publicidade que atribua propriedades terapêuticas ou funcionais aos alimentos da empresa Lapon Indústria Farmacêutica LTDA. Os produtos da empresa estavam sendo anunciados em alguns sites com promessas de melhorias para o consumidor que não foram comprovadas na Anvisa e que, por isso, não podem ser anunciadas. A determinação está na resolução RE 533/2017.

Outro produto que teve sua publicidade irregular suspensa pela Anvisa foi o Suplemento de Vitamina C à Base de Acerola, da marca Cactinea. O produto da empresa BG Comércio Eireli – Nutro Brasil divulgava alegações falsas sobre o produto, já que nenhuma de suas propriedades foi registrada ou comprovada junto à Anvisa. Confira a suspensão na resolução RE 536/2017.

Groselha Negra de origem clandestina

O produto Groselha Negra em Cápsulas, da marca Haircaps está proibido em todo o território nacional. Isso porque os fabricantes citados na embalagem do produto declararam que não produzem este produto. Ou seja, a origem e composição da Groselha Negra em Cápsulas é desconhecida. O produto é envasado pela empresa Roberg Alimentos e Medicamentos da Natureza e distribuído por Wellness Produtos Naturais, mas nenhuma das duas empresas tem registro do produto. A empresa Roberg Alimentos deverá fazer o recolhimento dos produtos no mercado.

A proibição do produto está publicada na resolução RE 531/2017.

Fonte: Anvisa