(15) 3527-1749 - fax: (15) 3527-1749
11 de Outubro de 2017

Instituto ATÁ convida Embrapa para ser parceira do projeto Fruto

O Instituto ATÁ, do chef Alex Atala, está lançando a iniciativa “Fruto – As Possibilidades de Alimentar o Mundo”, um evento internacional e multidisciplinar para discutir a alimentação e gerar subsídios para a sustentabilidade do sistema agroalimentar.

O Instituto ATÁ, do chef Alex Atala, está lançando a iniciativa “Fruto – As Possibilidades de Alimentar o Mundo”, um evento internacional e multidisciplinar para discutir a alimentação e gerar subsídios para a sustentabilidade do sistema agroalimentar. “Nenhum lugar do mundo pode falar melhor de alimentação em grande escala do que o Brasil, e não podemos falar de alimento no Brasil sem envolver a Embrapa”, comentou Atala durante reunião com o pesquisador Maurício Lopes, presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), na segunda (9) em Brasília (DF).

O Fruto está previsto para acontecer nos dias 26 e 27 de janeiro, em São Paulo (SP), e a ideia envolve bem mais do que o congresso em si. Para o evento, que deve contar com 100 participantes internacionais e outros 200 convidados do Brasil, Atala pretende reunir “as mais variadas correntes” envolvidas com o tema alimentação para pensar em alternativas que possam valorizar a produção dos pequenos produtores e reconectar a população urbana com o alimento, entre outras ações para utilizar mais a biodiversidade brasileira na alimentação. “Queremos discutir alimentação em grande e pequena escala, e transmitir para o mundo inteiro ver pela internet”.
 

Desperdício de alimentos

Ao tomar conhecimento da campanha Sem Desperdício, iniciativa conjunta da Embrapa, WWF Brasil e FAO, o chef Alex Atala comentou que o consumidor precisa aprender a “comer, cozinhar e servir como cidadão”. Atala defende, entre outras ações, envolver crianças e jovens em aulas de culinária e fortalecer programas de educação nutricional.

Participaram também do encontro Roberto Smeraldi, presidente do Instituto Atá; Luiz Camargo, coordenador do projeto Atá; Lidio Coradin, diretor nacional do projeto Biodiversidade para a Alimentação e Nutrição (BFN); Cleber Soares, diretor-executivo de Transferência e Tecnologia da Embrapa; Adriano Venturieri, chefe-geral da Embrapa Amazônia Oriental; Warley Nascimento, chefe-geral da Embrapa Hortaliças; Renato Rodrigues, presidente do Conselho Gestor da Rede ILPF e pesquisador da Embrapa Solos; além de assessores e representantes de Unidades Centrais.

Fonte: Embrapa