(15) 3527-1749 - fax: (15) 3527-1749

Embalagens inteligentes: opção irreversível.

Mudanças no padrão de consumo e aumento da demanda por produtos naturais e minimamente processados, têm levado à substituição das embalagens tradicionais por outras, capazes de monitorar, em tempo real, a qualidade dos produtos e alterarem..........

R$ 60,00
Detalhes da Edição
Rev Hig Alimentar, v.28, n.234/235, Julho/Agosto de 2014.


EDITORIAL
4 Evolução das embalagens para alimentos: aliando custo à proteção do consumidor e do ambiente.
 

11 CARTAS


14 AGENDA
 

COMENTÁRIOS
16 Tema: Enfermedades víricas de Ebola – MARBURG.
18 Valorar o capital humano nas empresas significa contribuir para a segurança dos alimentos.
 

DESTAQUE
21 Influência das embalagens de alimentos convenientes sobre a intenção de compra.
27 O papel de Estado no plano nacional de controle de resíduos e contaminantes (PNCRC) em alimentos.
 

ARTIGOS
37 Embalagens ativas e inteligentes: conceitos e aplicações.
44 O aquecimento ôhmico como nova perspectiva de pasteurização de alimentos.
48 Rastreabilidade na cadeia do pescado: uma ferramenta para a segurança do alimento.
53 Importância do teor de histamina sobre a qualidade do pescado.
59 Avaliação físico-química e microbiológica de salames artesanais.
63 Ocorrência de produtos alimentares fora da validade, em vending machines de empresa paulista.
68 Condições higienicossanitárias do comércio ambulante de alimentos de Chapecó, SC.
73 Condições higienicossanitárias de pastéis comercializados em feiras livres, na zona sul da cidade de São Paulo, SP.
78 Avaliação das boas práticas de fabricação em lanchonetes de uma Universidade pública.
83 Avaliação das condições higienicossanitárias de um restaurante comercial do município de São Paulo.
88 Condições higienicossanitárias de restaurantes comerciais de Chapecó, SC.
93 Verificação das condições higienicossanitárias e implantação das boas práticas de fabricação em indústria de laticínios.
99 Caracterização higienicossanitária das agroindústrias familiares produtoras de doces de frutas da região de Rio Pomba, MG, e avaliação físico-química e microbiológica de seus produtos.
103 Análise de perigos e pontos críticos de controle na elaboração de salada de batatas, em unidade de alimentação e nutrição.
108 Qualidade microbiológica de tomates de mesa (Lycopersicon esculentum), cultivados pelo sistema convencional e orgânico, comercializados no município de Lavras, MG.
113 Avaliação da qualidade higienicossanitária de amostras de Origanum vulgare L. (Orégano) desidratado, comercializado em Porto Alegre, RS.
 

PESQUISAS
120 Ocorrência e distribuição de enterobactérias em polpas de frutas não pasteurizadas e pasteurizadas, congeladas e comercializadas na cidade de Sâo Luís, MA.
125 Qualidade de frutas minimamente processadas comercializadas em diferentes estações do ano, em Lavras, MG.
132 Avaliação microbiológica e físico-química do queijo minas frescal, comercializado em feira livre no município de Palmas, TO.
137 Qualidade microbiológica do queijo minas frescal, Pouso Alegre, MG.
142 Avaliação das características físico-químicas e sensoriais de doce de leite pastoso, elaborado com diferentes tipos de leite.
147 Análise do crescimento e viabilidade de Bifidobacterium spp. e Lactobacillus spp. em leite em pó sobre o efeito prebiótico do mel.
152 Viabilidade nutricional e financeira da substituição de alimentos convencionais por alimentos adicionados de fibra alimentar.
158 Composição nutricional de duas opções de refeição oferecidas em UAN e sua comparação com o recomendado pelo PAT.
162 Avaliação do conhecimento em higiene pessoal e asseio, e análise microbiológica de  mãos de sushimans nas cinco regiões do município de São Paulo.
167 Avaliação das condições higienicossanitárias de restaurantes comerciais self-services de Teófilo Otoni, MG.
172 Avaliação microbiológica de uma linha de envase de refrigerantes, a partir da alteração da formulação, com substituição parcial do conservante.
178 Avaliação microbiológica de apresuntados fatiados e não fatiados comercializados no município de Quixeramobim, CE.
183 Alteração morfológicas de fígados de bovinos em abatedouro frigorífico da região do Vale do Ivinhema, MS.
188 Avaliação microbiológica da carne bovina moída, quanto à presença de coliformes, Escherichia coli spp e Salmonella spp, comercializada na região central do município de Sorocaba, SP.
 

SÍNTESE
194 Análise sensorial comparativa de leite em pó e leite fluído.
 

LEGISLAÇÃO
198 RDC Nº 175/03 versus consulta pública Nº 11/2011: perfil de exigência e tolerância no padrão microscópico de derivados de tomate.
 

204 AVANÇOS TECNOLÓGICOS EM PRODUTOS E SERVIÇOS.
 

206 NOTÍCIAS